Tecnologia e qualificação são apostas para driblar instabilidade econômica

Tecnologia e qualificação são apostas para driblar instabilidade econômica

A indústria brasileira registrou estagnação no primeiro semestre deste ano, de acordo com levantamento da CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgado na quinta-feira (1º). O faturamento do setor teve queda de 1% na comparação com o mesmo semestre de 2018.

No entanto, a instabilidade econômica pela qual o país atravessa não tem esmorecido a classe empresária, que mantêm os investimentos nos negócios para aumentar a atratividade e driblar a crise. A Maximu’s Embalagens Especiais, por exemplo, cuja sede fica em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo, vem executando medidas que têm resultado em números positivos. “Desde janeiro do ano passado, investimos em maquinário e tecnologia, além de realizarmos a intensificação de treinamentos, a requalificação da nossa equipe de liderança e a reestruturação da nossa equipe de gestão”, lista o diretor da Maximu’s Embalagens Especiais, Marcio Grazino.

Com as ações, em julho de 2019 a empresa registrou um aumento de 29% no faturamento, na comparação com o mesmo período do ano passado. Quando analisados os meses de junho e julho deste ano, o crescimento foi de 13,95%.

Outras ações vêm colaborando com a redução de custos, otimizando o orçamento da empresa. “Em função da implantação de manutenção preventiva todos os finais de semana, houve diminuição de tempo de máquinas paradas por quebra. Também investimos em gestão própria de frota e aumento na quantidade de caminhões, e na modernização das instalações prediais”, fala Grazino. 

Expectativa

O diretor da Maximu’s Embalagens Especiais está confiante na reação da economia. “Algumas medidas importantes já foram anunciadas, como a redução de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros, para 6% ao ano e a liberação de saques de contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), que tem previsão de injetar R$ 42 bilhões na economia até 2020”, ressalta Grazino. “Que essas e outras ações possam, em breve, estimular o setor econômico. Enquanto isso, vamos fazendo a nossa parte para colaborar com isso”, conclui.

Sobre a Maximu’s Embalagens Especiais:

A Maximu’s Embalagens Especiais, presente no mercado desde 2003, é especializada no desenvolvimento de embalagens para proteção, acolchoamento e movimentação de variados produtos, com foco em diversos segmentos, como os setores automotivo, hospitalar e eletrônico.

A sede da empresa fica localizada na cidade de Ribeirão Pires, na Grande São Paulo e possui filial no município de Varginha, Minas Gerais.

A indústria brasileira registrou estagnação no primeiro semestre deste ano, de acordo com levantamento da CNI (Confederação Nacional da Indústria), divulgado na quinta-feira (1º). O faturamento do setor teve queda de 1% na comparação com o mesmo semestre de 2018.

No entanto, a instabilidade econômica pela qual o país atravessa não tem esmorecido a classe empresária, que mantêm os investimentos nos negócios para aumentar a atratividade e driblar a crise. A Maximu’s Embalagens Especiais, por exemplo, cuja sede fica em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo, vem executando medidas que têm resultado em números positivos. “Desde janeiro do ano passado, investimos em maquinário e tecnologia, além de realizarmos a intensificação de treinamentos, a requalificação da nossa equipe de liderança e a reestruturação da nossa equipe de gestão”, lista o diretor da Maximu’s Embalagens Especiais, Marcio Grazino.

Com as ações, em julho de 2019 a empresa registrou um aumento de 29% no faturamento, na comparação com o mesmo período do ano passado. Quando analisados os meses de junho e julho deste ano, o crescimento foi de 13,95%.

Outras ações vêm colaborando com a redução de custos, otimizando o orçamento da empresa. “Em função da implantação de manutenção preventiva todos os finais de semana, houve diminuição de tempo de máquinas paradas por quebra. Também investimos em gestão própria de frota e aumento na quantidade de caminhões, e na modernização das instalações prediais”, fala Grazino. 

Expectativa

O diretor da Maximu’s Embalagens Especiais está confiante na reação da economia. “Algumas medidas importantes já foram anunciadas, como a redução de 0,5 ponto percentual na taxa básica de juros, para 6% ao ano e a liberação de saques de contas ativas e inativas do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), que tem previsão de injetar R$ 42 bilhões na economia até 2020”, ressalta Grazino. “Que essas e outras ações possam, em breve, estimular o setor econômico. Enquanto isso, vamos fazendo a nossa parte para colaborar com isso”, conclui.

Sobre a Maximu’s Embalagens Especiais:

A Maximu’s Embalagens Especiais, presente no mercado desde 2003, é especializada no desenvolvimento de embalagens para proteção, acolchoamento e movimentação de variados produtos, com foco em diversos segmentos, como os setores automotivo, hospitalar e eletrônico.

A sede da empresa fica localizada na cidade de Ribeirão Pires, na Grande São Paulo e possui filial no município de Varginha, Minas Gerais.

Maximus