Setor industrial se fortalece em junho

Setor industrial se fortalece em junho

Pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), divulgada nesta semana, apontou fortalecimento do setor industrial em junho. De acordo com informações da IHS Markit, o PMI da indústria brasileira subiu de 50,2 em maio para 51,0 em junho, afastando-se da marca de 50,0 que indica estagnação. O destaque ficou com os bens de capital, que superaram os subsetores de bens intermediários e de consumo no que se refere a produção, vendas e compras de insumos. Já os bens intermediários apresentaram elevação em todos esses quesitos.
O cenário industrial vem se firmando e apresenta resultados melhores do que os registrados no ano passado, como tem sentido a empresa Maximu’s Embalagens Especiais, com sede em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. A indústria, especializada no desenvolvimento de embalagens para proteção, acolchoamento e movimentação de variados produtos, viu seu faturamento aumentar em 20,3% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2018. No mês passado, o crescimento foi de 5%, quando comparado a junho do ano anterior.
Na filial da Maximu’s, em Varginha (MG), o aumento foi de 15,56% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2018. Os meses de abril, maio e junho também tiveram destaque em relação ao primeiro trimestre, registrando alta de 10,58% no faturamento.
“As expectativas de condições econômicas melhores e de reformas estruturais trazem otimismo sobre as perspectivas futuras”, fala o diretor da Maximu’s Embalagens Especiais, Marcio Grazino. Presente no mercado desde 2003, a empresa atende à diversos segmentos, como os setores hospitalar, eletrônico e automotivo – este que tem um peso de 50% de vendas e faturamento da companhia.

Pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês), divulgada nesta semana, apontou fortalecimento do setor industrial em junho. De acordo com informações da IHS Markit, o PMI da indústria brasileira subiu de 50,2 em maio para 51,0 em junho, afastando-se da marca de 50,0 que indica estagnação. O destaque ficou com os bens de capital, que superaram os subsetores de bens intermediários e de consumo no que se refere a produção, vendas e compras de insumos. Já os bens intermediários apresentaram elevação em todos esses quesitos.
O cenário industrial vem se firmando e apresenta resultados melhores do que os registrados no ano passado, como tem sentido a empresa Maximu’s Embalagens Especiais, com sede em Ribeirão Pires, na Grande São Paulo. A indústria, especializada no desenvolvimento de embalagens para proteção, acolchoamento e movimentação de variados produtos, viu seu faturamento aumentar em 20,3% no primeiro semestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2018. No mês passado, o crescimento foi de 5%, quando comparado a junho do ano anterior.
Na filial da Maximu’s, em Varginha (MG), o aumento foi de 15,56% no segundo trimestre deste ano, na comparação com o mesmo período de 2018. Os meses de abril, maio e junho também tiveram destaque em relação ao primeiro trimestre, registrando alta de 10,58% no faturamento.
“As expectativas de condições econômicas melhores e de reformas estruturais trazem otimismo sobre as perspectivas futuras”, fala o diretor da Maximu’s Embalagens Especiais, Marcio Grazino. Presente no mercado desde 2003, a empresa atende à diversos segmentos, como os setores hospitalar, eletrônico e automotivo – este que tem um peso de 50% de vendas e faturamento da companhia.

Maximus